Prefeitura de SP coletará subsídios para estruturar parceria inédita voltada à manutenção de escolas municipais

Interessados deverão apresentar estudos para aperfeiçoamento da gestão predial.

A Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria de Governo Municipal, publicou um edital de chamamento público para Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI), com o objetivo de receber estudos voltados à manutenção e conservação de escolas da Rede Municipal de Ensino. A convocação foi publicada na edição do Diário Oficial do Município do último sábado (18/09).

Com esta iniciativa, a Prefeitura pretende colher subsídios para a estruturação de parceria com a iniciativa privada tendo como foco a melhoria e o aperfeiçoamento da gestão predial das unidades educacionais. Apesar dos esforços e da destinação de significativo orçamento para esta finalidade pela Administração Municipal – somente em 2019 foram aplicados mais de R$ 760 milhões em reformas, adequações e zeladoria –, há percepção de baixa qualidade da infraestrutura disponibilizada à comunidade escolar.

O projeto tem potencial para gerar diversos benefícios aos estudantes. Pesquisas de entidades internacionais, como o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e a Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e a Cultura (UNESCO), apontam que a oferta de infraestrutura de qualidade impacta positivamente o desempenho escolar dos estudantes. 

A Prefeitura espera obter ganhos de eficiência e escala, permitindo a redução de custos administrativos, ao adotar contratos de duração e escopo mais amplos. Atualmente, a Secretaria Municipal de Educação (SME) firma diversos contratos para manutenção e adequação de escolas, em sua maioria pontuais e atendendo apenas uma unidade por vez.

O PMI delimitou a elaboração dos estudos - que deverão incluir diagnóstico da infraestrutura existente e projetos - a 277 unidades educacionais, localizadas nas Diretorias Regionais de Ensino (DREs) São Mateus, na Zona Leste, e Pirituba, na Zona Norte. Esse quantitativo representa 18% do total das unidades escolares geridas diretamente pela SME. Espera-se que o diagnóstico dessas unidades, que servirá de retrato das diferentes tipologias prediais existentes na cidade, auxilie na concepção, e posterior execução, de uma solução inovadora de manutenção e zeladoria das unidades da Rede Municipal de Ensino.

Os interessados em participar do procedimento devem realizar o credenciamento até 25 de outubro de 2021. Em seguida, os habilitados terão 90 dias para apresentar os estudos. Todos os documentos relativos ao chamamento público podem ser consultados neste link.

Autor(a) das fotos
Foto: Divulgação/Secretaria Municipal de Educação